10/29/2005

o tempo passa depressa.


Ewa Brzozowska

entre os pobres são curtas as infâncias. depressa se ouve dizer: acaba com isso! já não és uma criança. é pena que os sonhos maus não recebam a mesma informação.

também não se importava muito de crescer. os crescidos eram livres. não pediam autorização a ninguém para nada. faziam o que queriam, quando queriam.

aceite a notícia de não ser criança com alívio até, começou a ter sonhos para quando mulher. sonhar era a sua riqueza. nunca a perdeu de vista.

nunca? não. no dia em que a mãe, muito cansada, ficou na cama e não foi para o mercado, não sonhou. a mãe conseguiu adormecer mas já não teve força para despertar.

naturalmente, esse dia mudou a sua vida.


ligou para a única pessoa que conhecia, o homem que as visitava. ele veio. trouxe flores. ligou para a funerária. pagou tudo e ficou a olhá-la.

nunca vira flores em casa antes da mãe morrer. pensou isso e sorriu, com ironia.

- eu hei-de tê-las antes, muitas!

Gabor

- vou tomar um banho. vim sem passar por casa. se quiseres, depois jogamos cartas. vai ser uma noite longa de passar...

- não.

- como queiras. vai fazer café, então.

e não voltaram a falar até amanhecer.

suspended time

enroscou-se aos pés da cama da mãe, com muito medo de dormir, para não sonhar.


Eyes .third-plateau.org

(cont.)

10 dicas:

Blogger batista filho está¡ dito...

Enquanto contas
me calo.
Calado permaneço
enquanto contas.
No silêncio
faço conta do que contas
para um dia recontar
o que ouvi calado
quase deslumbrado.

(ainda não terminaste a história...!)

domingo out 30, 02:04:00 da manhã GMT  
Blogger lique está¡ dito...

Mais um conto para ler bem atenta e não me parece que tenha acabado. Agora quero saber a históris da menina.
Beijinhos e um bom resto de domingo

domingo out 30, 02:37:00 da tarde GMT  
Blogger André Ferreira está¡ dito...

Desde já envio um ramo de flores à menina da história para que ela não se venha depois queixar de nunca os ter recebido.

Beijinhos

domingo out 30, 02:56:00 da tarde GMT  
Blogger paper life está¡ dito...

Olá Lique, tens razão, esqueci deassinalar mas...conntinua. Que paciência a vossa! :)

Bjs para ti, o Batista e o André. BFS.

:)

domingo out 30, 03:31:00 da tarde GMT  
Blogger Daniel Aladiah está¡ dito...

Querida Ferina
Vou lendo esta história de vida...
Um beijo
Daniel

domingo out 30, 04:13:00 da tarde GMT  
Blogger adesenhar está¡ dito...

ºiº )º( )º(

flores p a menina :)

espero a continuação da história :)

:)

bjks

domingo out 30, 11:00:00 da tarde GMT  
Blogger Furão está¡ dito...

Horas-platina...
Olor-brocado...
Luar-ânsia...
Luz-perdão...
Orquídeas-pranto...

Esta é uma parte de um poema de Mário de Sá Carneiro que ilustrei há muitos anos num período muito negro que atravessei. Há mais luz agora, quanto a perdão faremos sempre o possível, não é?...

Espero melhores momentos aqui narrados. Melhores no desfecho, pois intensidade já sobra.

Bjs

segunda out 31, 01:45:00 da manhã GMT  
Blogger Aromas Do Mar está¡ dito...

Ai que eu hoje não devia ter lido esta história, ainda assim fiquei presa a ela, como ficarei por certo na sua continuação.

Beijo grande

segunda out 31, 03:03:00 da manhã GMT  
Blogger paper life está¡ dito...

:) Bjs

Boa Semana para quem começa segunda. Eu faço ponte!!!

:)

segunda out 31, 03:07:00 da manhã GMT  
Blogger adesenhar está¡ dito...

boa semana
e bons sonhos :)

bjks

segunda out 31, 12:01:00 da tarde GMT  

Enviar um comentário

<< Home