10/24/2005

seguia firme, apressado quanto podia.

na mira já só tinha a fonte do rio, o primeiro brotar. cumpria um destino sem o conhecer. não será sempre assim?

subitamente um uivo diferente, como um choro, fê-lo parar de novo e tentar ver de onde vinha o gemido.


at www.mccsc.edu


um filhote de lobo! tão pequenino! que fazes tu aqui? estás tão perdido quanto uma criança sem mãe. a tua vai voltar, verás, deve estar perto. não ouvi caçadores por aqui, não corres perigo.

o animal pareceu entendê-lo. ficou calmo a fixá-lo e o homem comoveu-se, como os homens fazem quando sabem olhar.

continuou montanha acima mas mais devagar, pensando e murmurando:

tu querias um filho. eu nunca quis. era tão mais fácil assim ter-te para mim...
falaste disso apenas uma vez. depois escutaste o meu silêncio frio e foste sentar-te em cima de um móvel, olhando o gato que brincava no chão. marcou-me a tua tristeza mas não cedi. assim te fui perdendo?

erickellerman

agora falta pouco para chegar. que espero eu da nascente? se ao menos conseguisse entender o que me impele a não parar de subir...

hei-de dormir no topo já, antes não paro. há neblina e a lua encheu. será lua de lobos esta noite. uma lua difícil para dormir sem ti.


7 dicas:

Blogger M.P. está¡ dito...

LINDO, Mas MESMO! Gosto MUITO da combinação das narrativas. E a música de fundo.... Sem descrição! :)Obrigada pelas tuas palvras ao meu "post" de hoje! **

segunda out 24, 08:28:00 da tarde GMT  
Blogger Vivis está¡ dito...

Sempre difícil estar sozinha sob o luar o sonhos, os desejos de não estar só.
Beijinhos

segunda out 24, 10:17:00 da tarde GMT  
Blogger Lumife está¡ dito...

Continuo a leitura agradável que nos proporcionas.

Tem uma boa semana.

Bjs.

segunda out 24, 11:59:00 da tarde GMT  
Blogger Aromas Do Mar está¡ dito...

Olá Ferina minha :)

Continuo um pouco arredia destas lides, mas vim cá cuscar-te como sempre e como sempre adorei.

Beijokas

Mar Revolto

terça out 25, 08:35:00 da manhã GMT  
Blogger batista filho está¡ dito...

... às vezes, de tanto caminhar, o caminho se impregna em nós, assim como os rastos ficam incrustados no chão (até que o vento ou chuva os desfaça...).
... mas nessa marcha prosseguimos: trilha de homens, trilha de lobos.

terça out 25, 02:44:00 da tarde GMT  
Blogger Papo-seco está¡ dito...

saudade, que raio de palavra que quando se quer explicar a um estrangeiro o significado, nunca se encontram outras "palavras" que a definam.

é melhor não a ter

:)

Afilhada exclusiva, porque única

:)

terça out 25, 09:06:00 da tarde GMT  
Blogger paper life está¡ dito...

Obrigada padrinho! :) Vai aparecendo sim? Bjs

terça out 25, 11:15:00 da tarde GMT  

Enviar um comentário

<< Home